Brasil, Política

O Agravamento da Crise Política no Brasil

Tradução de Inacio Vieira. Informações do Conselho Editorial do New York Times
Original: Making Brazil’s Political Crisis Worse – 12/05/2016, New York Times

 

Apenas algumas horas após o Senado ter votado de forma esmagadora em favor de seu julgamento por suposta manipulação orçamentária, a presidente brasileira, Dilma Rousseff, classificou a tentativa de impeachment como golpe.

“Eu posso ter cometido erros,  mas não cometi crimes”, disse Dilma.

A afirmação é discutível, mas Dilma tem razão ao questionar os motivos e a autoridade moral dos políticos que tentam cassá-la. A presidente brasileira, reeleita em 2014 para um mandato de quatro anos, é uma péssima política e uma líder sem expressão. Contudo, não há provas de abuso de poder em benefício próprio, enquanto muitos dos políticos orquestrando sua cassação estão envolvidos em um enorme esquema de propinas, além de outros escândalos.

Na semana passada, a Suprema Corte determinou que Eduardo Cunha, deputado veterano que comandou o processo de cassação de Dilma, deixe seu cargo e seja julgado por corrupção. O vice-presidente, Michel Temer, que assumiu o comando do país na quinta-feira, pode tornar-se inelegível por oito anos, após ser condenado pelas autoridades eleitorais por violação dos limites de financiamento de campanha.

Rousseff é acusada de usar verbas dos bancos estatais para maquiar déficits orçamentários, um método anteriormente empregado por outros governantes brasileiros sem maiores consequências. No entanto, muitos suspeitam que o empenho no afastamento de Dilma esteja mais ligado à sua decisão de permitir que promotores públicos dessem continuidade às investigações de corrupção na petrolífera estatal, Petrobras. O escândalo envolve mais de 40 figuras políticas, incluindo lideranças do Partido dos Trabalhadores, de Dilma Rousseff.

Se o Senado condenar Rousseff por crimes orçamentários – o que é provável que aconteça, já que 55 dos 81 senadores brasileiros votaram em favor de seu julgamento – as lideranças do país poderão retomar facilmente a política habitual do toma lá, dá cá. O que seria inaceitável.

O Brasil está atordoado com sua pior recessão desde 1930 e a atual crise política tem afetado a confiança nesta jovem democracia. Agravando esses problemas, o governo enfrenta a epidemia do vírus Zika, deflagrada pouco antes do início dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro.

As investigações de corrupção recentes, que revelaram uma elite governante corrupta, indignaram os brasileiros. Se o mandato de Dilma for interrompido, os brasileiros devem poder eleger um novo governante imediatamente. Poderão ser realizadas novas eleições em breve, se o Tribunal Superior Eleitoral, que investiga o uso de dinheiro do escândalo da Petrobras na campanha de Dilma em 2014, invalidar sua mais recente vitória. Caso contrário, o Congresso poderá aprovar uma lei convocando eleições antecipadas.

Ainda que Dilma não tenha administrado o país de forma eficiente, os senadores que desejam sua saída devem lembrar-se de que a presidente foi eleita duas vezes. O Partido dos Trabalhadores ainda tem um apoio considerável, especialmente entre  milhões de pessoas que foram retiradas da pobreza nas duas últimas décadas.

A confiança em Dilma e em seu partido despencou nos últimos meses. No entanto, Dilma pode pagar um preço altamente desproporcional por irregularidades administrativas, enquanto muitos de seus fervorosos críticos são acusados de crimes mais graves. É possível que grande parte da raiva nela concentrada seja em pouco tempo redirecionada a eles.

Anúncios
Padrão

Um comentário sobre “O Agravamento da Crise Política no Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s